Tags

, ,

É importante que leia até o final.

Algum tempo atrás eu estava feliz, ou pelo menos achava. Não sentia culpa nem mesmo tristeza, não sentia raiva de mim nem falta de você, nem ao menos te conhecia. Não importava com quem você conversava ou com que você estava, muito menos o que ia fazer da vida, suas escolhas não influenciavam as minhas e suas palavras não modificavam meu humor.

Você se foi, senti sua falta, esqueci, ou pelo menos achei, resurgiu e com você trouxe todos os sentimentos de volta. Me magoou, me humilhou, pisoteou e assim arrancou o que tinha me restado, o orgulho, que hoje já não importa tanto. Me acostumei com sua ausência até o momento que te vi outra vez, quantos anos vou ter que esperar para isso passar?

Não diga que nunca sentiu nada, não minta para você mesmo. Sim, eu sinto falta de quando tudo começou, eu sinto falta das madrugadas conversando sobre as estrelas, falta do nosso tempo que você diz já ter passado, falta do espaço que você nunca fez questão de preencher.

Momentos bons, seus segredos viraram meus segredos, os acontecimentos dos seus dias eram detalhados para mim, histórias engraçadas, elogios a todo momento, defendia sempre que precisava, e sei que você fez o mesmo por mim, não negue agora.

Pessoas tentaram te tirar da minha vida, mas nunca conseguiram realmente te arrancar de mim. Talvez nosso tempo tenha acabado ou só esteja esperando o momento certo. Tão incerto. Não sei o motivo de tanta raiva, não sei o motivo de ter te perdido, achava que um dia estaria comigo.

Tempos bons, foram aqueles, viajando no Google Maps, conhecendo cidades e amando sua voz.

Anúncios